segunda-feira, 11 de outubro de 2010

Dilma foi pra cima do Serra no debate da Band. Falou pra militância.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...Texto publicado em: Blog do Rovai

A candidata petista Dilma Roussef surpreendeu e foi pra cima do candidato tucano no debate da TV Bandeirantes. Serra não esperava por isso. Ficou evidente ao deixar sem respostas, por exemplo, a cobrança que Dilma fez a ele da frase dita por sua esposa, Mônica Serra, de que “Dilma mata criancinhas”.

A decisão de sua assessoria deve ter levado em conta o apelo da militância que queria uma resposta aos ataques e acusações dos últimos dias. E que também apelava para a politização da campanha, principalmente no que diz respeito à questão das privatizações.

A estratégia de ir pra cima não foi decidida na emoção.

Por um lado, foi o debate no tom que a militância gosta para se empolgar e ir para as ruas.

E por outro lado foi uma resposta às pesquisas qualitativas que apontavam que parte importante do eleitorado indeciso queria comparar ela com Serra. Queria saber se ele tinha mais capacidade do que ele. Eleitorado que acredita no Lula e gosta do governo, mas queria ver “a mulher em ação”.

Por isso, Dilma se expôs.

E se saiu bem na opinião deste blogueiro.

Explico:

1) Colocou o tema das privatizações na baila e trazendo pra discussão a privatização da Nossa Caixa e a declaração do FHC que disse que o Serra era o que mais queria privatizar.

2) Defendeu a Petrobras e o Pré-Sal e colocou uma dúvida na cabeça das pessoas. A de que essas riquezas correriam riscos na gestão tucana.

3) Chamou o Serra na xinxa sobre a questão do aborto e não deixou o tema sob o tapete. Teve coragem de tratar do assunto. E o povo vai levar isso em consideração.

4) Não fugiu do debate da corrupção, colocando à baila a denúncia da Isto É do assessor que fugiu com 4 milhões. História que os tucanos não explicam em debate algum.

5) Falou de forma clara sobre a frase da Mônica Serra, que, aliás, Serra não defendeu. Ficou muito mal ele não ter defendido a própria esposa. Isso vai se tornar conversa de boteco, anotem.

6) Dilma defendeu bem os programas sociais do governo Lula e alertou a população para o fato de que eles podem não ter sequência num governo Serra.

Serra não foi um desastre e até tentou ironizar algumas questões, mas o povo odeia ironia. Gosta de coisas claras. Ele não deve ter perdido eleitores, mas dúvido que tenha ganhado votos. E Serra precisaria avançar sobre o eleitorado de Dilma.

Serra sentiu tanto o golpe que saiu do debate dizendo que iria reestatizar empresas públicas, como o Correio. Isso é a demonstração de que as pesquisas tucanas apontaram estragos no eleitorado dele quando o tema foi discutido.

Afinal, vamos combinar, Serra falar em reestatização é algo que não combina.

A tendência é o debate ganhar um tom mais alto a partir de hoje. E o ministro Padilha adiantou isso pra este blogue na entrevista que você pode ler abaixo.

A coordenação da campanha de Dilma aposta que neste segundo turno se as posições forem demarcadas, ela ganha.

O que Dilma mais fez no debate de hoje foi demarcar posições.

0 comentários: