domingo, 4 de julho de 2010

Irã avisa que vai ampliar o apoio aos palestinos

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...Texto publicado em: Pátria Latina

Por:
Renata Giraldi
Repórter da Agência Brasil

Brasília – Em reação às sanções impostas por parte da comunidade internacional ao Irã, o porta-voz do Parlamento do país, Ali Larijani, avisou nesta quinta (1º) que deve ser intensificado o apoio aos palestinos no impasse com Israel. Larijani não esclareceu como isso ocorrerá. Mas, segundo ele, se a pressão sobre os iranianos aumentar, a ajuda à causa palestina no Oriente Médio também será ampliada.

As informações são da Irna, agência oficial de notícias do Irã. Larijani fez as afirmações durante a reunião de emergência da União Parlamentar da Organização da Conferência Islâmica sobre a Palestina, em Damasco, na Síria. No começo deste mês, o Conselho de Segurança das Nações Unidas, os Estados Unidos, o Canadá e a União Europeia impuseram uma série de sanções ao Irã. As medidas atingem principalmente os setores comercial e militar do país. Larijani disse que essas iniciativas “custarão caro” para quem as aprovou. Mas o porta-voz não detalhou a afirmação.

“A questão nuclear do Irã poderia ser resolvida por meio da diplomacia e da política”, disse Larijani. “Eles [os defensores das sanções] devem entender que tais medidas não têm efeito sobre a decisão política do Irã".

Na semana passada, uma organização não governamental do Irã informou ter preparado embarcações com ajuda humanitária para a Faixa de Gaza. No fim do mês passado, Israel atacou navios que levavam mantimentos para os moradores de Gaza. A ação deixou nove mortos e mais de 30 feridos em um dos navios, de bandeira turca.

A economia de Gaza está bloqueada por Israel desde dezembro de 2007. Nos últimos dias, o governo israelense anunciou a redução das restrições permitindo a entrada de alguns tipos de alimentos, roupas e brinquedos. Para as comunidades árabe e iraniana, as medidas são insuficientes.

Texto: Postado no site de origem em 02/07/2010 ás 10:48

0 comentários: